H.T.P.C. - II

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

H.T.P.C. - II

Mensagem  Admin em Seg Ago 29, 2011 6:16 am

"Charlot amplia o conceito de violência escolar, classificando-a em três níveis:
I) violência: golpes, ferimentos, violência sexual, roubos, crimes, vandalismos;
II) incivilidades: humilhações, palavras grosseiras, falta de respeito;
III) violência simbólica ou institucional: compreendida como a falta de permanecer na escola por tantos anos; o ensino como desprazer, que obriga o jovem a aprender matérias e conteúdos alheios aos seus interesses; as imposições de uma sociedade que não sabe acolher os seus jovens no mercado de trabalho; a violência das relações de poder entre alunos e professores e alunos. Também é a negação da identidade e satisfação profissional aos professores, a obrigação de suportar o absenteísmo é a indiferença dos alunos."
(Gestão do Currículo na Escola - Caderno do Gestor, Edição Especial - 2010)

Após a análise do fragmento, responda:
Quais são as suas ações, professor, para conter o avanço dessas situações no ambiente escolar?

Lembre-se de que a postagem deverá ser feita até o dia 02 de setembro (sexta-feira)!

Admin
Admin

Mensagens : 7
Data de inscrição : 17/08/2011

Ver perfil do usuário http://htpcportinari.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  Elizabet Fatima Caseta em Seg Ago 29, 2011 9:36 am

Procuro sempre com muito diálogo explicar as vantagens de viver num ambiente sadio , onde vai favorecer o melhor conhecimento para os alunos. Um ambiente onde esses tipos de violência acontece , a aprendizagem fica para terceiro plano.
Acredito no poder da conscientização. então é o que eu faço.

Elizabet Fatima Caseta

Mensagens : 2
Data de inscrição : 25/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência Escolar

Mensagem  Prof. Evaldo em Seg Ago 29, 2011 9:58 am

Pensar a violência na escola requer do professor e de toda equipe gestora um determinado cuidado.
Primeiro, não acredito que escola se faça só com um segmento, todos os segmentos devem estar juntos e com uma proposta bem definida, que leve todos a falar a mesma língua.
Segundo, o jovem atual vive muitos conflitos: familiares, de uma escola aquem do que ele precisa e o papel do professor frente a essas dificuldades está em exercer o seu papel de mediador, não se posicionando, não tomando partido, apenas orientando.
Por isso, em minhas aulas, tento, apesar de achar muito difícil, sempre manter o diálogo, ouvindo o jovem ou a criança que está envolvida no conflito, mas infelizmente, pela escola não ter bem definidos os seus objetivos coletivos, o trabalho se torna muito difícil e árduo.



Última edição por Prof. Evaldo em Seg Ago 29, 2011 6:09 pm, editado 3 vez(es)

Prof. Evaldo

Mensagens : 6
Data de inscrição : 22/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  jessedarc em Seg Ago 29, 2011 12:07 pm

Procuro sempre motivar o aluno pela busca do saber, evitando confronto com o aluno e promovendo o diálogo, valorizando os esforços e conquistas do aluno. Estou sempre promovendo reflexões entre os alunos sobre questões que envolvam comportamentos e conflitos, nunca esquecendo da importância do meu papel como educador, sei que nós professores, podemos ser o agente transformador no desenvolvimento dos nossos alunos.
avatar
jessedarc

Mensagens : 4
Data de inscrição : 22/08/2011
Idade : 32

Ver perfil do usuário http://www.ilhadoar.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência nas Escolas

Mensagem  Rose A.Contadini Dessotti em Seg Ago 29, 2011 1:55 pm

Primeiro, eu acho que a autoridade do professor tem que ser restaurada, mais com diálogo do que com repressão, mas o sagrado direito de comandar a aula deve voltar a imperar.
Como os adolescentes estão sempre testando os limites ( seus e dos outros); eles recusam seguir regras. Muitos deles foram apenas criados, e não educados ou mal criados.Sua rebeldia, no fundo é contra o sistema de imposições e de exclusão. Assim, procuro distinguir um ato de indisciplina da incivilidade, e da violência, para dar encaminhamentos diferenciados. A incivilidade depende fundalmentalmente de uma intervenção educativa, uma boa conversa "vamos nos conhecer melhor", um "abraço" sem que o aluno perceba,e assim por diante.
Procuro "brincar" com os alunos com jogos cooperativos e não competitivos, onde os alunos precisam da ajuda dos outros.Um aluno mais fraco em matemática pode ser muito mais forte em história, de modo que todos podem ajudar. fazendo tarefas conjuntas.
Quando acontece alguma discussão, procuro colocar-me num posicionamento de "não-violência", entendida não apenas como negação ( ausência) da violência, mas em sua concepção propositiva de justiça e solidariedade.Costumo comentar, nestes momentos, que a violência é uma forma de expressão dos que não têm acesso á palavra, isto é, a violência aparece quando a palavra já não é mais possível.Assim, muitas vezes, quando não consigo faze-los parar com a ação de violência, dou-lhes textos para ler, refletir e resumi-los para os outros colegas, mostrando que as palavras podem surgir facilmente.

Rose A.Contadini Dessotti

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência

Mensagem  MARIA CLEUSA ANTONELI em Seg Ago 29, 2011 6:05 pm

A escola possui muitos problemas que são típicos da sociedade e lidar com eles acaba sendo um grande desafio de todos os dias. Acredito na mediação do professor para a solução de alguns desses problemas, porém, a escola é um todo e como tal precisa trabalhar dentro de uma proposta que integre todos os envolvidos, de alunos à funcionários.
avatar
MARIA CLEUSA ANTONELI

Mensagens : 4
Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 45
Localização : Batatais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Educar para a paz

Mensagem  REGINA MAURA em Ter Ago 30, 2011 7:41 am

Assumir a díficil tarefa que consiste em fazer da diversidade um fator posítivo de compreensão mútua entre indíviduos e grupos humanos é hoje um desafio ocial.
Com a massificacão da educação que por um lado garantiu o acesso a todos à escola por outro a expos a um ambiente com diferentes culturas e hábitos que denuncia a perda de valores,o desrespeito ao proximo, a intôlerancia ao diferente, a despreocupação à regras sociais, o domínio do narcotráfico, as gangues, o declinio da autoridade dos pais que prejudicam o convívio social.
O grande desafio da escola hoje é torna-la um espaço onde o jovem goste de ficar, que lhe proporcione uma aprendizagem de qualidade a todos,tanto cognitiva como afetiva indispensáveis ao atendimento de suas necessidades individuais e sociais para tomar decisões mediante às situações que o mundo vai lhe apresentar. É preciso ousar, investigar, acreditar, procurar caminhos para assegurar a aprendizagem, desenvolvendo e resgantando os valores educacionais no sentico ético.


Última edição por REGINA MAURA em Ter Ago 30, 2011 11:01 am, editado 1 vez(es)

REGINA MAURA

Mensagens : 4
Data de inscrição : 19/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

HTPC II

Mensagem  Prof. Zezinho em Ter Ago 30, 2011 10:26 am

ZEZINHO
Procuro sempre evidenciar para o aluno que ele é o principal instrumento de meu trabalho, e por isso é de grande importância que tenhamos um relacionamento, sadio e cordial, lembrando sempre que ele vive coletivamente e que solitário não teria condições de se melhorar. Procuro aplicar dentro de sala de aula atividades que busquem despertar nos alunos a conscientização de seu papel no lugar onde ele esta inserido, mesmo que as vezes isso seja meio utópico devido a história cotidiana de vida de cada um, costumo sempre sugerir algumas atividades em que ele possa pensar depois nas copnsequencias de seus atos, principalmente trabalhos em grupo. Sabemos que o nosso aluno irá responder de acordo com o que for direcionado e não podemos repetir o que ele já vê a todo momento fora do ambiente escolar: violência e discriminação.Sei que é difícil, mas não é impossível, basta ter coragem para tentar.

Prof. Zezinho

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência na Escola

Mensagem  Jaqueline Ribeiro Puga em Ter Ago 30, 2011 12:22 pm

O jovem atualmente vive muitos conflitos que envolvem família, amigos etc. Esses jovens levam com eles todos esses problemas da sociedade para dentro da sala de aula. E nós como profissionais da educação acabamos trocando a nossa função de ensinar para mediar não mais o conhecimento e sim os conflitos sociais.
Dialogar com os alunos tornou-se o meio de controlar todos os conflitos impostos pela sociedade.

Jaqueline Ribeiro Puga

Mensagens : 4
Data de inscrição : 22/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  Jaqueline Alves em Ter Ago 30, 2011 3:26 pm

O fato é que,como educadores,presenciamos situações de violência com uma frequência significativa,considerando que esta prática não é realizada apenas por meios físicos.
Acredito que esse fator pode ser atribuído ao relacionamento familiar do aluno,ambiente,condições de vida...
O trabalho do educador em sala de aula deixa de ser apenas profissional,uma vez que estabelecemos vínculos de amizade e compreensão social em relação a vida dos alunos.A convivência e observação de comportamentos diferentes e a identificação de fatos que podem ocasionar qualquer tipo de violência,causam de maneira espontânea a intervenção limitada do educador, quando há confiança e respeito mútuo.Assim,procuro compreender fatos que estão associados ao comportamento violento de um determinado aluno,manter o ambiente agradável,evitando situações que comprometem o aprendizado e acabam por estimular a violência física ou verbal,tentando mediar sempre que possível e adequadamente.


Jaqueline Alves

Mensagens : 4
Data de inscrição : 20/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta HTPC II

Mensagem  Sergio Luis Balthazar em Ter Ago 30, 2011 6:03 pm

Procuro sempre conversar com os alunos, e deixar bem claro, que postura devemos ter dentro da sala de aula, para que possamos desenvolver um bom trabalho, e isto tem dado resultado, e também tem mostrado a importância dos estudos na sua profissionalização e na sua vida cotidiana, caso não queira dar continuidade nos estudos posteriores.
Quanto ao modo de expressar palavras pesadas, apelidos,sempre faço correções e tento mostrar a importância do respeito.

Sergio Luis Balthazar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

HTPC II Violência

Mensagem  Amanda em Ter Ago 30, 2011 8:33 pm

Convivemos com diversos tipos de violências no dia a dia, tudo começa com agressões verbais e se não forem solucionadas ou amenizadas a tempo pode chegar a violências físicas. Tento sempre escutar os alunos, e avalio o que é exposto para poder chegar a um diálogo e poder solucionar o devido problema ou situação constrangedora. Como ser humano meu sentimento de raiva já manifestou em alguns momentos, e saí da sala de aula péssima, pois para obter o respeito dos alunos precisei tomar atitudes autoritárias. É muito bom quando alcançamos o respeito deles com atitudes menos agressivas, pois desrespeito gera desrespeito. Acredito que muitas vezes o comportamento violento seja gerado no seio da família por falta de estrutura, diálogos e compreensão. Muitos pesquisadores julgam que os responsáveis pelo bom comportamento dos alunos sejam os professores, com o seu papel de educador, entretanto penso que a responsabilidade envolva família, sociedade, educadores, etc.

Amanda

Mensagens : 4
Data de inscrição : 24/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

violência na Escola - o que fazer?

Mensagem  Silvinha em Ter Ago 30, 2011 9:32 pm

Falar em violência é um assunto muito delicado e requer muito cuidado,pois há que se analisar algumas raízes desse comportamento, o que não é tão simples assim. Tanto que sociólogos, antrupólogos, psiquiatras, dentre tantos outros profissionais estudam-no incessantemente. O primeiro item a se considerar é que aquele que apresenta comportamento violento (lembrando que o silêncio pode ser mais violento que muitas palavras ou ações!!!) quase sempre esconde infantilidade de ações, baixa auto-estima, visão pouco favorável de si próprio, personalidade frágil e que requer aprovação do grupo - a violência, nestes casos, nada mais é do que uma forma de autoafirmação. temos que avaliar também que a sociedade é violenta; os próprios sitemas econômicos estimulam a disputa e incentivam o liberalismo; as relações familiares são violentas e os relacionamentos - graças ao incentivo da mídia- são descartáveis. Isso tudo resulta em um grande discrédito pela vida, pelo que existe de mais precioso que são nosso valores morais e éticos. Somente o profissional que tiver essa sensiblidade de conseguir olhar para o outro como para si mesmo poderá fazer alguma coisa pelo bem e pelo aprendizado e resopeito de nossos alunos. Como trato tudo isso? Como profissional, encaro o problema de forma ética, lembrando que ´ser ético é lutar pelo correto e pelo justo. Olho para os meus alunos e colegas como pessoas, procurando respeitar suas dificuldades e necessidades; nem por isso faço vistas grossas à falta de educação. A criança e o jovem precisam aprender que não vivem sozinhos no mundo, caso contrário tornar-se-ão tiranos quando adultos! É preciso ensinar a ouvir, a falar, a se expressar desde pequeno, respeitando o espaço do outro, o meio ambiente, o espaço escolar, etc. isso é cultura de paz, uma paz que, na maioria das vezes, não conhecem em casa ou no ambiente que frequentam. Estimular as potencialidades de cada um, promover a verdade a fidelidade e a justiça. Acredito que essa é uma forma de minimizar a violência escolar. Vejo nosso grupo trabalhando dessa forma e confio neste trabalho. Arrow
avatar
Silvinha

Mensagens : 4
Data de inscrição : 22/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência escolar

Mensagem  Roberto em Qua Ago 31, 2011 7:04 am

As considerações a seguir estão baseadas no estudo de Chrispino (2007), sobre a gestão do conflito escolar.
Segundo Chrispino, os novos problemas da violência escolar no Brasil é um problema antigo em outros países como EUA, Reino Unido, Espanha etc...
O autor apresenta também um pesquisa onde fica claro que o "próprio jovem julga que a disciplina rígida, juntamente com a criatividade e diálogo, fazem parte da boa escola, para desespero de gestores e docentes que defendem o vai levando, certamente pela lei do menor esforço já que o salário é o mesmo no final do mês..." Isto, segundo a pesquisa apresentada por Chrispino 2007.
Dentre várias outras considerações interessantes, o autor menciona que a massificação da educação se por um lado, garantiu o acesso dos alunos a escola, por outro, expos a escola a um contingente de alunos cujo perfil ela não estava preparada para absorver.
O estudo é muito amplo, e conhecido pelos educadores, e na minha opinião é necessário que haja uma disciplina rígida por parte dos gestores, é claro com criatividade e diálogo, mas suficiente para mostrar ao aluno que "a coisa é séria", e ao professor cabe a mediação de conflitos que venham a surgir, levando em conta é claro, os problemas sociais que os alunos, muitas vezes, enfrentam em suas casas.

Roberto

Mensagens : 4
Data de inscrição : 18/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  eduardo nunes em Qua Ago 31, 2011 9:59 am

A violência física e verbal tem se tornado cada vez mais presente no ambiente escolar.Procuro fazer debates com meus alunos para saber a opinião deles sobre os mais variados assuntos,assim sei o porque de suas atitudes e como lidar caso de algum tipo de violência ocorra em minha aula.Claro que a violência nunca acabará,isso é algo inerente ao ser humano,mas como educadores devemos envolver toda a comunidade escolar para encontrar as melhores alternativas para conseguirmos viver em um ambiente de paz.

eduardo nunes

Mensagens : 4
Data de inscrição : 26/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

HTPC II

Mensagem  ANA BARROS em Qua Ago 31, 2011 3:41 pm

Acredito que o diálogo é o melhor caminho e nunca,nunca mesmo bater de frente com o aluno.Quando a situação torna-se crítica,chamo os inspetores ou alguém da direção.
Acho que antes de procurar as causas da violência escolar,devemos tomar providências para o aqui e agora,caso contrário isto tornar-se-á uma bola de neve.

Arrow Arrow

ANA BARROS

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O que fazer para mudar a situação

Mensagem  Marlei Riul em Qua Ago 31, 2011 8:13 pm

A violência na escola precisa ser tratada por todos com um sério entrave ao desenvolvimento escolar. Por isso, são medidas eficazes: orientar o aluno; orientar a família; promover atitudes positivas e solidárias na sala de aula e no ambiente escolar; combater o preconceito e a discriminação; contar com a ajuda de outros profissionais, nos casos mais graves.
Por isso, é importante que a escola toda se envolva para atingir tais objetivos e haja de forma homogênea.
avatar
Marlei Riul

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

É difícil trabalhar a questão da violência no ambiente escolar...

Mensagem  Eliana Moreira de Mattos em Qua Ago 31, 2011 9:42 pm

Em primeiro lugar toda equipe deverá se unir e trabalhar juntos, para atingir qualquer objetivo, desenvolvendo projetos que levam a um melhor aprendizado e uma amenizada na violência escolar.
Aproveitar a união de todos e trabalhar atividades que requer o cooperativismo, a criatividade e o diálogo, exercer influências positivas sobre o educando, dando a ele espaço de discutir experiências vividas no seu cotidiano, “tentar” criar mudanças qualitativas para uma melhor convivência em grupo, prevenir e intervir em situações problemas, ensinando valores de socialização, convivência, respeito, tolerância e outros.

Eliana Moreira de Mattos

Mensagens : 4
Data de inscrição : 24/08/2011
Idade : 44
Localização : Batatais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  Clemira Bueno em Qua Ago 31, 2011 10:37 pm

A nossa preocupação é oferecer aos nossos alunos uma educação de qualidade e, muitas vezes esses conflitos tendem-se a agravar prejudicando a aprendizagem.
Diante de tais situações que envolve os conflitos cabe lembrar que essa responsabilidade não é só do professor, também da equipe gestora que em conjunto com a familia possa trabalhar ações de diálogo e afetividade, contribuindo com a qualidade do convívio escolar e a participação do aluno em seu próprio grupo social.

Clemira Bueno

Mensagens : 4
Data de inscrição : 24/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência

Mensagem  SOLANGE NAVARRO FABBRI em Qui Set 01, 2011 9:41 am

Segundo a Proposta Curricular do Estado de São Paulo " A linguagem não é apenas uma forma de representação, como expressam, por seus limites, as crianças. Mais do que isso, ela é uma forma de compreensão e ação sobre o mundo. É isso o que os adolescentes, com todos os seus exageros, manifestam". Consideramos que a linguagem foi contemplada como eixo da Proposta Curricular pelo seu caráter de incorpora uma visão formativa baseada na sensibilização. Na interação dos discursos articulados se constrói a identidade, em respeito à diversidade, e se conduz à igualdade das vozes em número cada vez maior.
A Proposta Curricular do Estado de São Paulo faz a seguinte referência em um de seus eixos principais: " As interações entre os responsáveis pela aprendizagem dos alunos têm caráter de ações formadoras, mesmo que os envolvidos não se deem conta disso. Nesse sentido, cabe lembrar a responsabilidade da equipe gestora como formadora de professores e a responsabilidade dos docentes, entre si e com o grupo gestor , na problematização e na significação dos conhecimentos sobre sua prática. "
De acordo com essa concepção, a escola deve aprender parte do princípio de que ninguém conhece tudo e de que o conhecimento coletivo é maior que a soma dos conhecimentos individuais, além de ser qualitativamente diferente. Esse é o ponto de partida para o trabalho colaborativo, para a formação de uma (comunidade aprendente ), nova terminologia para um dos mais antigos ideais educativos. A Vantagem é que hoje a tecnologia facilita a viabilização prática desse ideal.
Ações como a construção coletiva da Proposta Pedagógica, por meio da reflexão e da prática compartilhadas, e o uso intencional da convivência como situação de aprendizagem fazem parte da constituição de uma escola à altura dos tempos atuais. Observar que as regras da boa pedagogia também se aplicam àqueles que estão aprendendo a ensinar é uma das chaves para o sucesso das lideranças escolares.
Que nosso trabalho nesta Unidade Escolar se paute, pelo diálogo, respeito e cooperação. Vamos observar e diagnosticar a essência do problema antes de tomarmos uma decisão. Bom trabalho a todos.


SOLANGE NAVARRO FABBRI

Mensagens : 2
Data de inscrição : 18/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência nas escolas

Mensagem  Milena Bergamo Thomazella em Qui Set 01, 2011 9:47 am

O diálogo é muito importante para que nossos alunos respeitam não só os professores mas também seus colegas de turma e escola. A cada dia que passa a violência vem aumentando dentro das escolas, devemos evitar esclarecendo nossos alunos sobre as consequências dos seus atos. Deveríamos ter mais palestras tanto no âmbito educacional, quando no sexual para que se diminua esse tipo de violência dentro e fora da escola.[b]
avatar
Milena Bergamo Thomazella

Mensagens : 6
Data de inscrição : 24/08/2011
Idade : 34
Localização : Batatais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Erradicar a violência

Mensagem  Cássia Mendes em Qui Set 01, 2011 10:59 am

Atualmente, a violência escolar se expressa de muitas maneiras, incorporando-se à rotina da instituição e assumindo proporções preocupantes.Para tentar amenizar a ocorrência de tal situação, com frequência, nas minhas aulas procuro aproximar dos alunos por meio de diálogo, objetivando uma conscientização sobre as consequências que atos violentos e impensáveis pode trazer às nossas vidas. É importante ainda que, para prevenir e combater a violência, as escolas sejam rigorosas no cumprimento de suas responsabilidades em relação aos alunos e à comunidade; a construção de regras de convivência e disciplinares deve ser feita pela própria comunidade escolar; o protagonismo juvenil deve ser estimulado de modo que os estudantes construam suas próprias alternativas para a redução da violência; a escola deve discutir os problemas da comunidade com os seus membros: pais e alunos. Deve-se evitar a suspeição generalizada e o uso de medidas repressivas, sendo fundamental que não haja discriminação a jovens com determinadas características sociais, raciais, familiares, ou mesmo com histórico de atos infracionais.

Cássia Mendes

Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  Angela Rigotto em Qui Set 01, 2011 11:34 am

Escola é uma instituição que impõe certos valores e padrões aos alunos e que, por ser uma entidade naturalmente complexa, equilibra-se entre consenso e conflito. Para ajudar a combater estas práticas de conflitos, devemos estabelecer um clima de atenção e de vínculo com os alunos, ouvindo, dando espaço para que possam se expor, elogiando - mesmo que pequenos avanços, gerando um ambiente respeitoso e acolhedor, onde as difereças sejam discutidas sem que o professor se imponha como detentor do poder e do saber, sendo assim, o desrespeito tende a desaparecer.

Angela Rigotto

Mensagens : 3
Data de inscrição : 01/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

VIOLÊNCIA NA ESCOLA

Mensagem  Carlos Gomes Ribeiro em Qui Set 01, 2011 12:50 pm

HOJE A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS É O REFLEXO DA FORMA EM QUE A SOCIEDADE BRASILEIRA FOI ESTRUTURADA.
GRANDES ABISMOS SOCIAIS, SEGREGAÇÃO SÓCIO-ESPACIAL, POUCA IMPORTÂNCIA E DESCASO COM AS NECESSIDADE DA POPULAÇÃO. CLARO QUE COM O PASSAR DO TEMPLO OS PROBLEMAS SOCIAIS SE TORNARAM CRÔNICOS, COMO É O CASO DO RIO DE JANEIRO. AS FAVELAS FORAM FORMADAS EM SUA MAIOR PARTE POR NEGROS LIBERTOS DA ESCRAVIDÃO E MIGRANTES NORDESTINOS. ESSA POPULAÇÃO NÃO FORAM INCLUÍDAS NA SOCIEDADE BRASILEIRAS E SIM MARGINALIZADAS; DAI UM DOS INGREDIENTES PARA A VIOLÊNCIA E CRIMINALIDADE. O TEMPO PASSOU E OS ACONTECIMENTOS SE TORNARAM PROFUNDOS.
OS PLANOS DE DESENVLOVIMENTO NÃO GARANTIRAM GRANDES MELHORIAS NA ÁREAS SOCIAL E NEM CULTURAL.
AS ESCOLAS ERAM PARA OS FILHOS DA ELITE DESDE A COLONIZAÇÃO, PASSANDO PELO SÉCULO XX, AS CLASSES POPULARES ESTUDAVAM UM DOIS TRÊS ANOS DEPOIS IA PARA A LAVOURA " ROÇA." ESCOLA, LIVRO, BILBLIOTECA, CONHECIMENTO ERA ALGO LONGE DA REALIDADE DA POPULAÇÃO, A NÃO SER PARA A ELITE DOMINANTE, QUE SEMPRE O USOU PARA DOMINAR, IMPOR E COMANDAR EM PRÓ DE SEUS INTERESSES.
OS ANOS PASSARAM DE REPENTE AS LIDERANÇAS ENCHEM A ESCOLA, O POVO ESTÁ NA ESCOLA, MAS SUAS NECESSIDADE BÁSICAS NÃO FORAM ATENDIDAS, DAI A DESESTRUTURA QUE VAI OCORRER NA ESCOLA, UM "AMBIENTE ESTRANHO PARA AS MASSAS."
COM O HISTÓRICO CITADO PODEMOS PERCEBER QUE A POPULAÇÃO NÃO PASSOU POR UM AMADURECIMENTO CULTURAL E IMPORTÂNCIA, OS NOSSO JOVENS, SÃO AS MAIORES VÍTIMAS DOS PROBLEMAS SOCIAIS, VIOLÊNCIA, SOCIEDADE EXCLUDENTE, PRECONCEITUOSA E INDIVIDUALISTA.
PARA OS NOSSOS JOVENS A ESCOLA TORNA-SE NESSE CONTEXTO UM AMBIENTE SEM SENTIDO E ESTRANHO.
AMBIENTE ONDE VAI EXPRESSAR SUA REVOLTA, INSATISFAÇÃO E POUCA IMPORTÂNCIA.
ACIMA FIZEMOS UM BREVE RETROSPECTO SOCIAL DA REALIDADE BRASILEIRA PARA ENTENDER A VIOLÊNCIA NA ESCOLA E NA SOCIEDADE.
[b]QUE DIZER DOS EXEMPLOS DE NOSSOS "LIDERES POLÍTICOS"?
A FALTA DE ÉTICA, ROUBALHEIRA, CORRUPÇÃO, TROCA DE FAVORES, CLIENTELISMO E TROCA DE FAVORES ACABAM FAZENDO COM QUE NADA ACONTECE, VIVEMOS NA CULTURA DA IMPUNIDADE.
ISSO É UM MAU EXEMPLO PARA A NOSSA JUVENTUDE.
PARA MUDAR ESSE QUADRO PRECISAMOS DE POLITICAS EDUCACIONAIS SÉRIAS, ÉTICA NAS RELAÇÕES, INVESTIMENTO NO COMBATE A POBREZA E CLARO DIÁLOGO COM OS JOVENS E PROPORCIONAR A ELES MAIORES OPORTUNIDADES.




Carlos Gomes Ribeiro

Mensagens : 3
Data de inscrição : 24/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Violência na Escola

Mensagem  MARIA HELENA em Qui Set 01, 2011 12:53 pm

Procuro concientizar os alunos de que violência gera violência. E que o diálogo evita conflitos que geram ofensas verbais e agressões física. Despertar nos alunos valores como respeito e tolerância é essencial, e que não devemos impor novas idéias sem antes avaliar os conceitos e opiniões dos outros. O diálogo ainda é o melhor caminho para solucionar os diferentes pensamentos realacionados com o meio social que vivemos.

MARIA HELENA

Mensagens : 3
Data de inscrição : 22/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: H.T.P.C. - II

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum